sábado, 3 de outubro de 2020

Almanaque - Parte 11 (Reinauguração do Defelê)

Jogo: Real Brasília 0x1 Brasiliense (Jogo 1.033 - 01/03/2020)
Sim, meus amigos, este ano de 2020 está complicado para todos nós. Todo o mundo fez planos e mais planos para este ano, sonhou, planejou, para chegar esse maldito vírus e jogar tudo por água abaixo. Mesmo assim, eu ainda consegui ir aos estádios por 22 vezes nos primeiros meses deste ano (sem contar alguns jogos da Copinha). Entre esses 22 jogos, conheci alguns novos estádios, coloquei alguns times na lista, vi alguns jogos sensacionais, mas nada se compara ao que vivi no domingo, 1º de março.
Quem acompanha a história do futebol candango certamente já ouviu falar do Defelê, o famoso time do Departamento de Força e Luz (DFL) que marcou época no futebol candango nos anos 60 e, a bem da verdade, na prática deu início ao futebol na Capital Federal. Muitas pessoas que iam almoçar no excelente restaurante Sertão e Mar se davam conta que havia um campo de futebol ao lado do restaurante, e não sabiam do tanto de histórias que aquele campo carregava. Pois bem, aquele é o famoso Campo do Defelê, onde o time homônimo mandava seus jogos nos primórdios da história de Brasília, e onde, na prática, nasceu o futebol da Nova Capital. No entanto, os anos foram passando, o futebol de Brasília se profissionalizou, e aquele campo acabou sendo abandonado pelos clubes locais, e recebia apenas peladas de amigos e, vez ou outra, algum jogo da base (estivemos presentes em um desses jogos, entre Sobradinho e Guará). Mas o futebol profissional ficou longe. Até a chuvosa tarde de 1º de março.
Tudo começou quando o Real Brasília resolveu reavivar o antigo campo, para mandar seus jogos nele. Assim, foi feito um trabalho de reforma, e no começo deste ano o antigo campo ficou pronto. Obtidos os laudos necessários para o estádio receber jogos, faltava marcar a estreia. E esta se deu justamente em um jogo contra o tradicionalíssimo Brasiliense, nove vezes campeão candango e considerado um dos favoritos nessa edição. Uma grande festa foi preparada para a ocasião, com discursos de pessoas ligadas ao clube e ao estádio, e um bom público se fez presente (a capacidade do estádio é para 1.500 pessoas, aproximadamente).
Com a bola rolando, o jogo foi bastante equilibrado, com boas chances para ambos os lados, e quem levou a melhor foi o Brasiliense, que, com gol de cabeça de Zé Love no final do primeiro tempo, venceu por 1 a 0. Para que não se diga que tudo foram flores, o gramado, já maltratado pela chuva, ficou em estado lamentável depois da partida, e a imprensa reclamou muito das condições de trabalho na cancha. Coisas que acabaram ficando em segundo plano, e que com certeza a diretoria do Real Brasília saberá resolver até o público poder voltar aos estádios.
Espero que esse vírus seja derrotado em breve, e que todos nós possamos voltar aos estádios em segurança. Enquanto isso, vamos lembrando do que vivemos nas arquibancadas. Segue uma série de fotos que tirei no dia da reinauguração.
Três imagens dando o panorama do campo.
Nas arquibancadas, o público vai chegando.
Um senhor com a camisa do Defelê. Certamente a imagem mais sensacional do dia.

terça-feira, 24 de dezembro de 2019

Balanço de 2019

E é chegado o momento de fazer o meu tradicional balanço de fim de ano. Inegável que 2019 foi um ano sensacional, com muitas viagens para ver partidas de futebol, e com direito a atingir a marca de 1.000 jogos vistos em estádios, marca essa alcançada no jogo entre França e Albânia. Ademais, em 2019 Brasília voltou a ser, isoladamente, a cidade onde vi mais jogos. Vamos, então, à tabela do número de jogos:
AnoJogosGolsMédia
Em 2019691812,62
Total1.0162.7592,72
Agora, o número de jogos por cidade. Como eu disse, Brasília foi a cidade onde vi mais jogos. Mas viajei muito o Brasil e o mundo, para ver partidas em diversos lugares. São as seguintes as cidades onde estive:
CidadeJogos%Gols%Média
Brasília2333,335630,942,43
São Paulo1724,644725,972,76
Florianópolis34,35116,083,67
Luziânia34,3573,872,33
Campinas22,9021,101,00
Osasco22,9073,873,50
Porto Alegre22,9021,101,00
Turim22,90105,525,00
Anápolis11,4531,663,00
Aparecida de Goiânia11,4521,102,00
Avellaneda11,4510,551,00
Belo Horizonte11,4542,214,00
Buenos Aires11,4531,663,00
Formosa11,4510,551,00
Fortaleza11,4521,102,00
Guarulhos11,4563,316,00
Itu11,4521,102,00
Lecco11,4521,102,00
Manaus11,4510,551,00
Quilmes11,4542,214,00
Saint-Denis11,4552,765,00
São Caetano do Sul11,4510,551,00
Vitória11,4521,102,00
Desmembrando por estádios, aí a cancha onde vi mais jogos volta a ser uma paulistana: o Allianz Parque. O reinaugurado Serejão ficou "na cola" o tempo todo. Eis a lista completa:
EstádioCidadeJogos%Gols%Média
Allianz ParqueSão Paulo1217,393016,572,50
SerejãoBrasília1014,49158,291,50
Mané GarrinchaBrasília45,80126,633,00
BezerrãoBrasília34,35147,734,67
Nicolau AlayonSão Paulo34,35126,634,00
Serra do LagoLuziânia34,3573,872,33
Augustinho LimaBrasília34,3542,211,33
AbadiãoBrasília22,90105,525,00
Juventus Allianz StadiumTurim22,90105,525,00
Orlando ScarpelliFlorianópolis22,9084,424,00
José LiberattiOsasco22,9073,873,50
Arena do GrêmioPorto Alegre22,9021,101,00
Moisés LucarelliCampinas22,9021,101,00
Antônio S. de OliveiraGuarulhos11,4563,316,00
Stade de FranceSaint-Denis11,4552,765,00
CentenarioQuilmes11,4542,214,00
MineirãoBelo Horizonte11,4542,214,00
ItaquerãoSão Paulo11,4531,663,00
Jonas DuarteAnápolis11,4531,663,00
José AmalfitaniBuenos Aires11,4531,663,00
RessacadaFlorianópolis11,4531,663,00
Anníbal B. ToledoAparecida de Goiânia11,4521,102,00
CastelãoFortaleza11,4521,102,00
Novelli JuniorItu11,4521,102,00
PacaembuSão Paulo11,4521,102,00
Rigamonti-CeppiLecco11,4521,102,00
Salvador CostaVitória11,4521,102,00
Anacleto CampanellaSão Caetano do Sul11,4510,551,00
Arena da AmazôniaManaus11,4510,551,00
CilindroAvellaneda11,4510,551,00
DiogãoFormosa11,4510,551,00
JKBrasília11,4510,551,00
Em alguns desses estádios, vi um jogo pela primeira vez em 2019. São eles:
EstádioCidadePrimeiro jogo
CentenarioQuilmes02/03/2019
CilindroAvellaneda03/03/2019
José AmalfitaniBuenos Aires04/03/2019
Salvador CostaVitória01/06/2019
ItaquerãoSão Paulo06/07/2019
Novelli JuniorItu28/07/2019
Arena da AmazôniaManaus03/08/2019
Rigamonti-CeppiLecco01/09/2019
Stade de FranceSaint-Denis07/09/2019
RessacadaFlorianópolis27/10/2019
Contabilizando:
Estádios onde vi jogos em 201932
Estádios onde vi jogos pela 1ª vez em 201910
Estádios onde já vi jogos88
Assim como em 2018, vi pelo menos um jogo em cada região do Brasil. Eis a lista do número de jogos por região:
RegiãoJogos
Norte1
Nordeste1
Sul5
Sudeste26
Centro-Oeste29
Exterior7
Agora, passamos aos times que passaram a integrar a famosa lista. foram as seguintes as equipes "novas" da referida lista. Primeiramente, os clubes novos.
TimeEstPrimeiro jogo
1QuilmesARG02/03/2019
2Independiente RivARG02/03/2019
3RacingARG03/03/2019
4EstudiantesARG03/03/2019
5Vélez SarsfieldARG04/03/2019
6MelgarPER12/03/2019
7MilanITA06/04/2019
8San LorenzoARG08/05/2019
9CianortePR11/05/2019
10PortuguesaRJ18/05/2019
11VitóriaES01/06/2019
12ItabaianaSE09/06/2019
13BrusqueSC28/07/2019
14Godoy CruzARG30/07/2019
15JacuipenseBA03/08/2019
16Desportivo BrasilSP10/08/2019
17LeccoITA01/09/2019
18Pro VercelliITA01/09/2019
19FlamengoSP06/10/2019
20FrancanaSP06/10/2019
21Almirante BarrosoSC27/10/2019
A lista completa dos clubes que vi em 2019 fica assim:
TimeEstJVEDGPGCPJUJ
1Ponte PretaSP10100019/01/201919/01/2019
2OesteSP10100019/01/201919/01/2019
3Red BullSP10101120/01/201920/01/2019
4PalmeirasSP16754261320/01/201901/12/2019
5BrasilienseDF752012026/01/201914/12/2019
6Santa MariaDF10010326/01/201926/01/2019
7LuziâniaGO31113326/01/201916/02/2019
8ParacatuMG11001026/01/201926/01/2019
9GamaDF321011326/01/201913/03/2019
10BolamenseDF400431826/01/201924/03/2019
11BosqueGO21011127/01/201909/03/2019
12TaguatingaDF20020227/01/201916/02/2019
13CorinthiansSP21102102/02/201909/11/2019
14SobradinhoDF52128806/02/201925/07/2019
15AméricaRN10100006/02/201906/02/2019
16CapitalDF32015209/02/201914/03/2019
17NacionalSP31116623/02/201910/08/2019
18AtibaiaSP10102223/02/201923/02/2019
19SantosSP10100023/02/201923/02/2019
20QuilmesARG10102202/03/201902/03/2019
21Independiente RivARG10102202/03/201902/03/2019
22RacingARG11001003/03/201903/03/2019
23EstudiantesARG10010103/03/201903/03/2019
24Vélez SarsfieldARG10011204/03/201904/03/2019
25TigreARG11002104/03/201904/03/2019
26MelgarPER10010312/03/201912/03/2019
27AnapolinaGO10010323/03/201923/03/2019
28AtléticoGO11003023/03/201923/03/2019
29AudaxSP20113431/03/201921/04/2019
30PrimaveraSP10103331/03/201931/03/2019
31JuventusITA22006406/04/201931/08/2019
32MilanITA10011206/04/201906/04/2019
33Junior BarranquillaCOL10010310/04/201910/04/2019
34BarretosSP11001021/04/201921/04/2019
35FortalezaCE10010428/04/201928/04/2019
36SerraES10010104/05/201904/05/2019
37San LorenzoARG10010108/05/201908/05/2019
38São CaetanoSP10010111/05/201911/05/2019
39CianortePR11001011/05/201911/05/2019
40PortuguesaRJ21011218/05/201901/06/2019
41ItuanoSP21102026/05/201928/07/2019
42VitóriaES21102001/06/201931/07/2019
43AparecidenseGO10010209/06/201909/06/2019
44ItabaianaSE11002009/06/201909/06/2019
45PortuguesaSP10012329/06/201929/06/2019
46CearáCE11002020/07/201920/07/2019
47ManausAM21012425/07/201903/08/2019
48Vasco da GamaRJ10101127/07/201927/07/2019
49BrusqueSC10010228/07/201928/07/2019
50Godoy CruzARG10010430/07/201930/07/2019
51JacuipenseBA10010103/08/201903/08/2019
52Desportivo BrasilSP11002110/08/201910/08/2019
53SamambaiaDF30123624/08/201912/10/2019
54LegiãoDF20202224/08/201914/09/2019
55BrasíliaDF42115425/08/201912/10/2019
56PlanaltinaDF20113425/08/201922/09/2019
57NapoliITA10013431/08/201931/08/2019
58LeccoITA11002001/09/201901/09/2019
59Pro VercelliITA10010201/09/201901/09/2019
60FluminenseRJ10010310/09/201910/09/2019
61BotafogoDF21102114/09/201922/09/2019
62ParanoáDF11001015/09/201915/09/2019
63CFZDF10010121/09/201921/09/2019
64SamambaenseDF11002022/09/201922/09/2019
65FlamengoSP10103306/10/201906/10/2019
66FrancanaSP10103306/10/201906/10/2019
67AtléticoMG10101106/10/201906/10/2019
68FigueirenseSC20204426/10/201927/10/2019
69CriciúmaSC10102226/10/201926/10/2019
70Almirante BarrosoSC10102227/10/201927/10/2019
71AvaíSC10011227/10/201927/10/2019
72GrêmioRS11002124/11/201924/11/2019
73FlamengoRJ11003101/12/201901/12/2019
74URTMG10010114/12/201914/12/2019
Contabilizando os dados de 2019:
Clubes que vi ao vivo em 2019:74
Clubes que vi ao vivo pela 1ª vez em 2019:21
Clubes que já vi ao vivo:321
- Brasileiros:267
- Estrangeiros:54
Passamos, agora, às seleções. Graças, principalmente, à Copa América, consegui aumentar minha lista de seleções vistas ao vivo. As novidades da lista são:
SeleçãoPrimeiro jogo
1Venezuela15/06/2019
2Peru15/06/2019
3Uruguai16/06/2019
4Qatar23/06/2019
5Albânia07/09/2019
A lista completa das seleções que vi em 2019:
TimeEstJVEDGPGCPJUJ
1VenezuelaSEL10100015/06/201915/06/2019
2PeruSEL10100015/06/201915/06/2019
3UruguaiSEL11004016/06/201916/06/2019
4EquadorSEL10010416/06/201916/06/2019
5QatarSEL10010223/06/201923/06/2019
6ArgentinaSEL22004123/06/201906/07/2019
7ChileSEL10011206/07/201906/07/2019
8AlbâniaSEL10011407/09/201907/09/2019
9FrançaSEL11004107/09/201907/09/2019
Contabilizando:
Seleções que vi ao vivo em 2019:9
Seleções que vi ao vivo pela 1ª vez em 2019:5
Seleções que já vi ao vivo:26
Segue o número de jogos por competição:
CompetiçãoJogos%Gols%Média
Campeonato Brasiliense1217,393820,993,17
Campeonato Brasileiro913,042513,812,78
Campeonato Brasiliense - Série B811,59189,942,25
Campeonato Brasileiro - Série D811,59105,521,25
Taça Libertadores da América45,80116,082,75
Copa América45,8094,972,25
Campeonato Paulista45,8031,660,75
Campeonato Italiano22,90105,525,00
Copa Paulista22,9084,424,00
Campeonato Paulista - Série A322,9073,873,50
Copa Verde22,9052,762,50
Campeonato Argentino22,9042,212,00
Campeonato Paulista - Série B11,4563,316,00
Eliminatórias da Eurocopa11,4552,765,00
Campeonato Paulista - Série A211,4542,214,00
Campeonato Argentino - Primera B Nacional11,4542,214,00
Campeonato Brasileiro - Série B11,4542,214,00
Copa Santa Catarina11,4542,214,00
Campeonato Goiano11,4531,663,00
Campeonato Italiano - Série C11,4521,102,00
Amistoso11,4510,551,00
Copa do Brasil11,4500,000,00
Jogos por dia da semana:
Dia da semanaJogos%
Domingo2333,33
Segunda-feira11,45
Terça-feira45,80
Quarta-feira57,25
Quinta-feira22,90
Sexta-feira00,00
Sábado3449,28
Jogos por mês:
MêsJogos%
Janeiro68,70
Fevereiro811,59
Março1014,49
Abril45,80
Maio57,25
Junho68,70
Julho710,14
Agosto57,25
Setembro811,59
Outubro68,70
Novembro22,90
Dezembro22,90
Jogos com uma dada soma e diferença de gols:
GolsSoma%Diferença%
0710,142028,99
11623,192739,13
21115,94811,59
31318,84913,04
41115,9434,35
5710,1411,45
634,3511,45
711,4500,00
Placares:
PlacarOcorrências%
1 x 01623,19
2 x 1811,59
2 x 2710,14
0 x 0710,14
2 x 0710,14
3 x 057,25
4 x 145,80
1 x 145,80
4 x 034,35
3 x 222,90
3 x 322,90
6 x 011,45
5 x 011,45
4 x 311,45
3 x 111,45
E é isso. Agora, é esperar 2020, e mais jogos que virão. Seguirei sempre nos estádios do Brasil e do mundo. Feliz Natal, e feliz 2020 a todos os nossos amigos.

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Real faz 9 a 0 no Brazlândia e lidera

No último fim de semana, acabei perdendo a última rodada da Segundona candanga, que definiu o Paranoá como campeão e promovido à elite, junto com o Ceilandense. Mas dediquei o domingo ao futebol feminino, e fui ao CT do Real, no Park Way, onde o Real - que dividia a liderança com Minas, Ceilândia e Cresspom - receberia o Brazlândia. Por contar com o time sub-18 do Minas, havia uma grande expectativa sobre o Brazlândia, mas o time não vem fazendo uma boa campanha, e chegou a essa rodada com uma vitória e duas derrotas. Vencer o Real seria importante para o time se recuperar na competição, enquanto o Real, dono do melhor ataque do campeonato, certamente queria a vitória para se manter no topo.
O curioso é que, ao lado do CT, há uma casa de festas, e eu, por engano, entrei nela. Imediatamente, veio um manobrista para estacionar meu carro. Achei que estava muito chique para um jogo do Candangão feminino, e perguntei ao manobrista se eu estava no lugar certo. Esclarecido o engano, entrei no lugar correto e fui acompanhar a partida.
O Real abriu a contagem aos oito minutos. Após cobrança de escanteio, houve um bate-rebate na área, e Jéssica Bahia acabou mandando para dentro do gol, colocando o Real em vantagem: 1 a 0. Aos 12 minutos, o Real ampliou a diferença. Amanda recebeu a bola na área, se livrou de uma marcadora e acertou o chute, fazendo 2 a 0 para o seu time.
Jogadora do Real protege a bola.
Se o jogo já estava difícil para o Brazlândia, ficou ainda mais complicado aos 15 minutos, quando Richele fez uma falta dura e recebeu o cartão vermelho. Mesmo assim, pouca coisa aconteceu por um bom tempo, e o Real voltou a ter uma chance aos 30 minutos, quando Marcela recebeu a bola, driblou uma defensora adversária e chutou para boa defesa de Myllene, que mandou para escanteio.
Jogadora do Real com a bola.
Apesar da superioridade numérica, o Real não criava tantas chances para marcar, mas aproveitava bem as chances que tinha, e conseguia manter o jovem time do Brazlândia longe da sua área. E o time da casa voltou a ter uma chance aos 39 minutos, em um passe errado da defesa do Brazlândia, a bola sobrou para Marcela que só teve o trabalho de tocar para o gol vazio. Real 3 a 0.
Ainda o Real com a bola.
O Real voltou a ter uma chance aos 41 minutos. Após uma cobrança de escanteio, Isabela, mesmo caída, chegou na bola, mas pegou mal. E o primeiro tempo terminou mesmo com a vantagem do Real por 3 a 0.
O Real aproveitou bem suas chances no primeiro tempo.
Se no primeiro tempo o Real criou poucas chances, a segunda etapa foi um passeio. E, já com um minuto, o time da casa criou sua primeira chance. Amanda entrou cara a cara com a goleira Myllene, que fez uma boa defesa e mandou para escanteio. Apenas dois minutos depois, Dani saiu da marcação de duas adversárias, mas chutou para fora. E a mesma Dani aumentou a vantagem do Real aos oito minutos. Ela entrou na área sozinha e mandou para dentro do gol. Real 4 a 0.
Jogadora do Real recebe marcação.
Brazlândia tenta sair para o ataque.
O Real marcaria o quinto gol aos 15 minutos. Marcela chegou pela esquerda e chutou cruzado na saída de Myllene. Apenas um minuto depois, Dani foi derrubada dentro da área: pênalti para o Real. Ela própria cobrou a penalidade. Myllene ainda tocou na bola, mas não conseguiu impedir o sexto gol do Real. O sétimo gol veio logo em seguida. Jéssica Bahia avançou pela direita e cruzou para Maiara, que finalizou bem e marcou mais um.
Jogadora do Brazlândia na marcação.
O Real chegou ao oitavo gol aos 25 minutos. Após cruzamento de Jéssica Bahia. a bola encontrou Marcela, que cabeceou para o lado, e encontrou a cabeça de Laís, que estufou as redes. Real 8 a 0. E, aos 27 minutos, Dani marcou um golaço, em um belo chute de fora da área. Real 9 a 0.
Real vai para o ataque: tudo deu certo na segunda etapa.
Com a grande vantagem construída, o Real chegou a trocar a goleira (vale lembrar que a regra do campeonato permite seis substituições, em três momentos diferentes). Letícia deu lugar a Flávia. E, aos 34 minutos, o Real perdeu a chance de marcar o décimo gol, em um chute de Marcela que obrigou Myllene a uma grande defesa. Um minuto depois, Sassá arriscou de fora da área e obrigou Myllene a mais uma grande defesa.
Mais uma tentativa do Brazlândia.
Real avança.
O Brazlândia ainda teve uma chance aos 40 minutos. Letícia avançou, driblou uma defensora e chutou na trave, e por muito pouco o Brazlândia não diminuiu a diferença. E o placar final foi mesmo de 9 a 0 para o Real.
Jogadora do Real na marcação.
Com o resultado, o Real divide a liderança com o Ceilândia e o Minas - que venceu o confronto direto com o Cresspom - mas tem melhor saldo de gols. O Brazlândia caiu para a sexta posição. Mas vale reiterar que todas as equipes que participam desse campeonato merecem cumprimentos. Todos nós sabemos o quanto é difícil fazer futebol feminino com tão pouco apoio. Assim, essas jogadoras são guerreiras, e merecem aplausos.
Encerrado o jogo, era hora de descansar, e me preparar para mais uma semana.

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Real busca empate contra o Minas

Depois do jogo do Serejão no sábado, o domingo foi dedicado ao futebol delas. O Minas Brasília Tênis Clube recebeu um duelo de líderes. Minas/Icesp e Real, que mediriam forças no local, dividiam a liderança com seis pontos em dois jogos, mas o saldo de gols do Real era muito maior: 43 a 8. Fruto, principalmente, de uma goleada por 31 a 0 diante do Paranoá na estreia da competição. Dessa vez, porém, o Real teria pela frente um adversário da primeira divisão nacional, e a partida certamente não seria fácil para nenhuma das duas equipes.
Quarteto de arbitragem e as capitãs.
O primeiro tempo foi de poucas emoções. Mas, na primeira chance, o Minas saiu na frente. Após cruzamento, Juliana finalizou para defesa de Letícia, mas Hulk pegou o rebote e pôs as minastenistas em vantagem.
Jogadora do Minas com a bola.
Arrancada do Minas.
No campo de defesa, jogadora do Minas recebe marcação.
E foi só. No restante do primeiro tempo, o jogo ficou concentrado no meio de campo, e as equipes pouco conseguiam criar. Dessa forma, não surpreende que a primeira etapa tenha mesmo terminado com a vitória parcial do Minas por 1 a 0.
Jogadora do Real recebe marcação.
Quem vai alcançar a bola?
Com a bola, jogadora do Real recebe marcação.
O segundo tempo começou com um chute despretensioso de Beatriz, logo aos dois minutos, que a goleira do Real Letícia defendeu sem grandes problemas. No entanto, o lance deu início ao uma segunda etapa totalmente diferente da primeira, com as duas equipes criando muito mais chances. E o Minas aumentaria a vantagem aos sete minutos. Hulk chegou pela direita e cruzou para Suzana que, livre, mandou para dentro do gol. Minas 2 a 0.
Outra disputa pela bola.
Jogadora do Real com a bola.
Aos 13 minutos, ataque perigoso para o Real. Inara chegou pela direita e tentou o cruzamento, mas a bola não achou ninguém. Aos 17, nova chance para o Real. Maiara, perto da trave direita, finalizou e obrigou Krishna a uma grande defesa. O Minas respondeu aos 21 minutos, com Barbara, que finalizou, mas a bola bateu em uma defensora do Real e saiu para escanteio.
Jogadora do Minas vai para cima de adversária
Minas vai para o ataque.
O Real não se dava por vencido, e foi ao ataque. Aos 33 minutos, Dani assustou as minastenistas chegando pela esquerda e chutando na rede pelo lado de fora. O Minas respondeu dois minutos depois com Ana Keyla, que chegou pela direita e chutou cruzado. A bola passou raspando a trave.
Jogadora do Minas recebe marcação.
Jogadora do Real protege a bola.
O Real diminuiu a diferença aos 37 minutos. Sassá cobrou falta e a bola foi passando por todo o mundo e balançou as redes. Animado com o gol, o Real foi para cima e chegou a mandar uma bola na trave aos 42 minutos. E, apenas um minuto depois, veio o empate. Após cobrança de escanteio, Jamille, de cabeça, igualou a contagem. E depois disso pouca coisa aconteceu, e o placar final foi mesmo de 2 a 2.
Jogadoras disputam a bola.
Com o resultado, as duas equipes se mantiveram na liderança, com sete pontos, mas ganharam a companhia de Ceilândia e Cresspom, que venceram seus jogos. As quatro equipes já vêm mostrando serem as favoritas para as vagas nas semifinais, mas quem está lá embaixo certamente vai querer complicar a vida das favoritas.
Encerrado o jogo, era hora de descansar. A semana me esperava.